Buscar
  • TUPi Transporte

Semuttran registra queda de passageiros no Transporte Público de Piracicaba

O Departamento de Transportes Públicos, da Secretaria de Trânsito e Transportes (Semuttran) da prefeitura de Piracicaba, São Paulo, informa que houve uma queda acentuada no número de passageiros transportados pelo sistema de transporte coletivo do município.


O fenômeno foi observado na última semana, de 15 a 19 de março, com uma redução de 23%. O Departamento de Transportes afirma ainda que a tendência é de queda.

No início do mês, a média por dia útil de passageiros transportados estava em 52 mil.

Em queda ao longo do mês, hoje o sistema transporta 40 mil passageiros.


A Semuttran informa que no momento o transporte coletivo oferece a mesma quantidade de viagens e com o mesmo número de ônibus. Logo, com a queda de passageiros transportados, houve um maior espaçamento interno para a acomodação dos passageiros nos ônibus, o que contribui para a prevenção da transmissão do Covid.


A decisão da prefeitura de Piracicaba foi a de não reduzir o número de viagens nas linhas, mesmo após o Governo Estadual ter endurecido as regras quanto às restrições de funcionamento do comércio, de serviços e de outras atividades.


Nosso sistema de transporte público coletivo conta hoje com 147 ônibus distribuídos em 70 linhas. Esta frota, na média mensal, percorre 874 mil quilômetros onde são produzidas 83.400 viagens, sendo transportados 1.150.000 usuários”, informa a nota do Departamento Transportes da Semuttran.


No entanto, a equipe técnica do Departamento de Transportes Públicos está em estado de atenção, caso seja necessária uma readequação do sistema e uma maior oferta de viagens onde for constatada a necessidade.


Em algumas linhas houve, no período da manhã, a necessidade de ampliação da oferta de viagens, como a 210-Unileste, a 444-Sônia/Centro e a 240-Cecap/TCI Via TPI”, informa o comunicado.


CUIDADOS ADICIONAIS


A Semuttran informa que em todos os seis terminais urbanos de Piracicaba, o usuário do transporte público encontrará próximo aos sanitários, álcool em gel, papel higiênico e sabonete líquido para sua devida higienização.


Informamos também, que o cartão do idoso não está com restrição de horário para sua utilização. Porém, em tempos de pandemia, é aconselhado que a pessoa idosa faça uso do transporte público coletivo em horários onde se tenha um menor número de pessoas nos ônibus, o que normalmente ocorre fora dos horários de pico”.


Para o caso de sugestões para melhorias do transporte municipal, a Prefeitura mantém um canal aberto e permanente de comunicação com a população, seja pelo 156 ou pelo próprio site da Semuttran.


Por: Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

332 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo