top of page
Buscar
  • Foto do escritorFernando Pellini

Conscientização sobre vandalismo

Alunos do primeiro ano do curso técnico de administração da Escola Técnica Coronel Fernando Febeliano da Costa realizaram um trabalho sobre o vandalismo no transporte público na cidade. A ideia surgiu a partir do tema proposto pelas professoras Alda Martins e Juliana Garcia da disciplina projeto integrador 1 . “O foco era analisar os problemas do trajeto moradia-escola e nosso grupo sugeriu falar sobre o vandalismo que frequentemente notamos tanto nos ônibus quanto nos terminais”, explica a aluna Camila Vicente Constantino.

Grande parte do grupo de alunos utiliza o esse tipo de modal para chegar até a escola. “Acreditamos que o transporte público é um método eficaz e mais em conta do que outros meios de transporte e notamos que muitas vezes os próprios passageiros não colaboram, o que acaba depredando um lugar essencial para muitos“, lamenta o aluno Gabriel Bortolotte Morais.


A estudante Fernanda de Souza Pincke explica que o trabalho foi bastante informativo e trouxe questões até então desconhecidas por eles. “A gente não sabia que o vandalismo era crime previsto em lei e que a pessoa que pratica tal ato poderia ser punida”, ressalta.


Para realização do trabalho, os alunos procuraram a empresa TUPi, responsável pelo sistema de transporte urbano da cidade e receberam orientações e imagens das ocorrências diárias de vandalismo nos ônibus. “Infelizmente o número de pichação e rasgos nos bancos são muito frequentes, sem falar em vidros quebrados, chicletes, etc. Temos uma equipe que busca sempre resolver essas questões aqui dentro da garagem”, explica o assessor de imprensa da TUPi, Fernando Galvão.

Se por um lado os ônibus sofrem com o vandalismo, a situação é a mesma dentro dos terminais de integração. Depredação dos banheiros, bebedouros, roubos de torneiras, lustres e até papel higiênico e ralos são frequentes. "A depredação de equipamentos públicos é crime e todos devemos zelar por esses espaços. Infelizmente, existem pessoas que danificam o patrimônio público e, diante disso, toda a sociedade é penalizada. Trabalhamos constantemente em campanhas de conscientização para cessar isso, mas caso os usuários do transporte identifiquem algum tipo de vandalismo eles devem denunciar”, explicou a secretária de trânsito, Jane Franco.


A Prefeitura de Piracicaba, através da Semuttran, em parceria com a TUPi realiza com frequência ações de conscientização sobre o assunto. São cartazes fixados nos terminais, dentro dos ônibus e até campanha de Busdoor já foram realizadas. “A questão do vandalismo infelizmente é algo pertinente e comum, por isso deve existir essa conscientização” completa a aluna da Etec Cassia de Souza Albuquerque Ribeiro.


Após a coleta de imagens e informações, o grupo apresentou o resultado do trabalho. Um vídeo de pouco mais de um minuto que estará nas mídias sociais dos alunos. “Gostamos do resultado final e estaremos engajados em multiplicar essa informação nas redes sociais”, finalizou a aluna Evellyn Trevizam Ramos.


Confira abaixo o resultado final do trabalho dos alunos sobre Vandalismo no Transporte Público.






235 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page